Arquivo do mês: janeiro 2017

Apelo

por vezes… tenho a urgência das palavras que antes de se escreverem já se imaginaram em ti. [João Costa] Por favor, Poesia… Ajude-me a romper o silêncio das tardes vazias da presença daquele que me rezou em versos, incontáveis vezes, … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 4 Comentários

Não, não é sexta…

“Conviver com os outros é uma tortura para mim. E eu tenho os outros em mim. Mesmo longe deles sou forçado ao seu convívio. Sozinho, multidões me cercam. Não tenho para onde fugir a não ser que fuja de mim”. … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 6 Comentários

“Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda”. {Clarice Lispector} Sinto tanta saudade que já não … Continuar lendo

Publicado em Poesia | 4 Comentários

Mergulho…

“O seu olhar tem qualquer coisa de música tocada a bordo dum barco, no meio misterioso de um rio com florestas na margem oposta…” [Bernardo Soares: Pessoa]   Ele carregava o sol no fundo dos olhos e eles brilhavam só … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 8 Comentários

Apologia ao pranto…

“Com as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia”. [Vinícius de Moraes] Qual a função da lágrima, além de proporcionar ao corpo – cansado – essa expansão líquida? O fruir do … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 11 Comentários

Escolhas…

“Quem vive num labirinto, tem fome de caminhos”. [Mia Couto]      Eram tantas as saídas que paralisou. Olhando assim, do canto onde escolheu ficar quieta, tudo parecia confuso e impreciso. Qual caminho deveria tomar? O que estaria, para além … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 4 Comentários

Origem…

Uso a palavra para compor meus silêncios. Não gosto das palavras fatigadas de informar. Dou mais respeito às que vivem de barriga no chão tipo água pedra sapo. [Manoel de Barros] Piso as palavras como quem faz barro na beira … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 18 Comentários