piero-da-verona

Piero de Verona

“Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda”.

{Clarice Lispector}

Sinto tanta saudade

que já não sei falar sobre isso.

Só deixo o corpo ficar assim

sentindo a desesperança das horas,

o ruir o tempo, o desgaste dos suspiros,

o alucinar da memória…

.

Só fico assim, quietinha,

sentindo o padecimento de tudo,

o ofuscar da esperança.

Mas o amor tem disto:

uma vocação nata

para a permanência.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia. Bookmark o link permanente.

4 respostas para

  1. Lucas Lopes disse:

    Saudade é bicho voraz

    Curtido por 1 pessoa

  2. Maravilhoso! Um dos poemas mais interessantes que já li nesta plataforma.
    Gratidão por sua arte!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s