Respostas…

passaromorto

Desconheço a autoria da Imagem.

“Aflição de não ser a grande ilha
Que te retém e não te desespera.
(A noite como fera se avizinha)
Aflição de ser água em meio à terra
E ter a face conturbada e móvel.
E a um só tempo múltipla e imóvel
Não saber se se ausenta ou se te espera.
Aflição de te amar, se te comove.
E sendo água, amor, querer ser terra”.

{Hilda Hilst}

Ninguém me contou

das manhãs grávidas de solidão

e do silêncio inoportuno dos pássaros

que desistiram do voo…

.

Ninguém me disse

sobre a morte das flores

que nascem por teimosia

num canto qualquer do jardim…

.

Ninguém me explicou

como sobreviver ao incêndio do corpo

depois de olhar fundo nos olhos

de quem eu amo e ter que ir embora…

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para Respostas…

  1. Que lindo! Sabe, lindo é pouco.
    Sua delicadeza e o âmago de Hilst se entrosaram muito bem, levando o leitor do abismo ao céus em segundos.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Lucas Lopes disse:

    A última estrofe me atingiu de um jeito…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s