De súbito…

10583986_772288786156279_3649190490563249441_n

Desconheço a autoria da Imagem.

Por ti deixei meu reino meu segredo
Minha rápida noite meu silêncio
Minha pérola redonda e seu oriente
Meu espelho minha vida minha imagem
E abandonei os jardins do paraíso.

[Sophia de Mello Breyner Andresen]

A claridade rompe o dia

num estupro.

Estrondo.

Manhã clara

no rosto sombrio.

.

Olhos de peixe-morto.

Contrastes da vida.

A rua me chama

para suas obrigações

e outros enganos.

.

Aborreço-me!

É tudo tão repetitivo.

Sinto-me um robô.

Mecânica das coisas,

dos sistemas vigentes.

Nada lúcido

ou transparente.

.

Desejo voltar pra cama

e sonhar contigo de outra forma,

da forma como eu sempre sonhei,

da forma como eu sempre acreditei

que você fosse.

.

 Minha umidade e precipícios.

 Meu engano.

 Você…

(Minha eutanásia).

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para De súbito…

  1. mariel disse:

    Não deixe o passarinho que existe em você morrer de tristeza, hum?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s