Adoro-te…

484329_342530999148613_2125079510_n

Desconheço a autoria da Imagem.

“Não havíamos marcado hora, não havíamos marcado lugar.

E, na infinita possibilidade de lugares, na infinita possibilidade de tempos,

nossos tempos e nossos lugares coincidiram. E deu-se o encontro.”  [Rubem Alves]

Porque de dentro do teu abraço
o mundo é mais justo…
(tem cheiro de amanhecer).

E o teu beijo me leva ao ápice do existir,
uma espécie de morte doce e lenta dos sentidos…
(faz renascer em mim todos os desejos que julguei perdidos).

E não há toque mais perfeito
que a minha pele, pálida, poderia um dia querer…
(tuas mãos: oásis para o meu corpo).

Já não me vejo sem a tua imagem, moço,
assim, lado a lado, olhos perdidos entre abismos e infinitos…

(e pensar que quase não acontecemos!)

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para Adoro-te…

  1. Anderson B. disse:

    Cada palavra.
    Cada letra.
    Cada frase.
    Cada ponto, virgula e tão perfeito quanto seus poemas e seus lindos versos.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mariana Gouveia disse:

    uau! Lindo, lindo!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s