.

kirsty-mitchell

Kirsty Mitchell

     

Nada representa o homem

como a poesia.

[Christian Prigent]

     Eu sou o momento preciso em que um grito, desesperado, quebra o silêncio de uma saudade antiga. Sou, para além do seu imaginário, muito mais do que o corpo que eu visto. Sou o avesso dos limites, a eternidade de um começo, a sobriedade do louco em meio ao surto. Sou o rio que verte o seu próprio destino, cruzando pontes e lambendo as pedras que existem no caminho. Eu sou aquela que bebe a chuva ainda nas nuvens, muito antes de umedecer a terra, de lavar as flores, de abastecer as fontes. Sou o ímpeto, o prazer, a essência e a utopia. Eu sou a origem dos tempos e a volatilidade do desejo. Eu sou, ao mesmo tempo, a paz e o medo. Sou a descoberta do inesperado e a surpresa que enche o coração de encantamento. Eu sou a liberdade do ser. Meu nome é Poesia.

.

Não por acaso, a Poesia nasceu substantivo feminino…

Feliz Dia, Mulheres… ❤

Anúncios
Esse post foi publicado em Prosa e marcado . Guardar link permanente.

7 respostas para .

  1. Mas é tão bela que gerou um masculino: o poema…rs

    Curtido por 1 pessoa

  2. 0819claudiacap disse:

    Maravilhosa! Obrigada majestosas poetas por me tirarem do chão todas as manhãs, Beijo grandão, de bruxa para bruxas.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Mariana Gouveia disse:

    Isso mesmo: seu nome é poesia!
    beijo

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s