13220956_1275607682452310_3046031526624314656_n

Desconheço a autoria da Imagem.

De ti só quero o cheiro dos lilases
e a sedução das coisas que não dizes
De ti só quero os gestos que não fazes
e a tua voz de sombras e matizes

[Rosa Lobato de Faria]

A lembrança do teu beijo
me arranha a pele
– delicadamente –
e eu gosto.

Prendo a respiração entre aspas
e te dedico umas reticências.
Pego um papel qualquer
e rabisco uma canção
para os teus olhos…

Era dia, mas quando terminei
de te pensar, a lua estava alta
num céu de estrelas perfeitas.

(É incrível
como tudo lembra saudade
quando o teu nome surge
nas entrelinhas)

Com zelo,
colho uma promessa de tuas mãos
e semeio umas flores, para celebrar
a tua existência.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para

  1. Não sei o que é melhor: a própria escrita (os versos) ou o bom gosto apresentado (o verso). Abraço.

    Curtido por 1 pessoa

  2. F.M. disse:

    Nossa que encanto!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Mariana Gouveia disse:

    ai, meu Deus!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s