Quando me faltam os teus olhos…

12122913_10153646438445148_4659219120090921166_n

Tracy Willians

estou a olhar para ti, tu para mim,
e enquanto mantivermos quatro olhos lúcidos e cruzados
nenhuma maldade existirá.

[Gonçalo M. Tavares]

Sigo, tateando o vazio
no escuro dos dias
e sei que me fazes falta.

Uma falta que não sei mais nomear
nem como suprimir.
Uma falta sincera, antiga,
que faz doer os olhos cansados
das mesmas lágrimas ressentidas.

Tua ausência cria raízes nos meus braços,
impede o voo. Fazes-me falta
como o ruído ao silêncio,
como a primavera depois de um inverno penoso.

Tua ausência muda a direção dos ventos,
faz os pássaros entoarem uma canção de lamento.
Tua falta é promessa que não sei cumprir,
mas minto que consigo. Brinco que sou outra,
só para fingir que sei continuar vivendo
longe dos teus olhos…

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para Quando me faltam os teus olhos…

  1. Lunna Guedes disse:

    Na realidade a gente finge tantas coisas, porque queremos a ilusão que conservamos dentro. Adoro minhas ilusões, rs

    Bacio

    Curtido por 2 pessoas

  2. Mariana Gouveia disse:

    ah, as doces ilusões!
    ah!
    Ah e como você fala tão bem delas!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s