Diggie Vitt

Diggie Vitt

Ao pé de ti não me apetece ser herói
mas abrir-te mais o abismo que me dói
nos cardos deste sol de morte viva.

[José Gomes Ferreira]

Cortei as unhas
e aprendi a morder de leve
(quase assoprando)
só para não machucar
– ainda mais –
a tua superfície frágil
com o meu impulsivo
modo de amar.

Já que tenho que te doer,
meu amor,
que seja de dor natural.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

8 respostas para

  1. mariel disse:

    Bah, mas sem dor.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mariana Gouveia disse:

    de dor natural é tão lindo!
    Moça, moça…Ah!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s