Hoje…

10340141_657113821025697_8981147227266985950_n

Desconheço a autoria da Imagem.

Em teu abraço eu abraço o que existe
a areia, o tempo, a árvore da chuva
E tudo vive para que eu viva…

[Pablo Neruda]

Hoje, preciso te abraçar num poema.
Roubar o som do teu sorriso
e perpetuá-lo em meus ouvidos,
só para fazer desse dia um lugar bonito.

Hoje, mais do que nunca,
eu preciso beijar-te num poema,
sentir a leveza dos teus lábios
a dançar com os meus,
uma dança que é só nossa.

Eu hoje quero te encontrar num poema,
na esquina de um verso bobo, porque eu sei
que quando as nossas palavras se encontram,
não é de sintaxe que estão falando…
É de amor e de desejo.

Hoje, eu quero dar-te um poema
simples, claro como o céu azul,
feliz como eu sou, quando estou em tua companhia…
Um poema puro, feito só de amor e saudade,
feito de vontade e de ternura.

Aceita o meu poema?
Sem rima, sem nada…
Só um poema, como tantos por aí,
mas que fala de ti,
como ninguém mais vai falar um dia.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Hoje…

  1. Mariana Gouveia disse:

    Que coisa mais linda! Nossa senhora do céu!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s