Em uma manhã de domingo, a pensar em ti…

Chie Yoshii

Chie Yoshii

Morro de ti , amor, de amor de ti,
da urgência da minha pele de ti,
da minha alma de ti e da minha boca,
E do insuportável que sou sem ti.

[Jaime Sabines]

Descubro, na dormência do dia que se estende,
que não há distância maior ou menor
entre os sonhos e a realidade que nos separa.

Tudo é feito da mesma matéria,
do mesmo silêncio compartilhado,
da mesma intensidade de desejos
a latejar no corpo,
a torturar a alma,
a devastar como doença
cada célula do meu corpo…

então, paraliso.
Paro no tempo por indeterminado momento…
e, em pensamento, vou ao teu encontro.

Levada pelo vento
transponho montanhas,
sigo por estradas de terra batida,
pelas margens dos rios límpidos
em busca do teu sorriso cristalino,
do teu olhar de calmaria,
do teu abraço de paz continuada.

Diluindo o azul, vem o sol,
de um amarelo pálido,
quase doente…
(as manhãs endomingadas
são sempre assim na tua ausência…)

E esta angústia que vai dentro de mim
derrama dos olhos e pinta de tristeza
a natureza à minha volta…
(talvez…)

Talvez seja apenas saudade
de te ver refletido em minhas pupilas,
de te ter em meus braços, num abraço infinito.

Ao longe,
os pássaros entoam uma canção de lamento.
O tempo não passa, quando estou longe de ti…
(tudo parece seguir o seu curso,
em câmera lenta…)

És minha ambição
e meu vício
e insisto,
neste sentimentalismo pobre e vadio,
que mais parece uma prece
de uma virgem aflita
a rezar estações intermináveis,
a se impor penitências
de pecados não cometidos,
a suplicar o teu amor
pela eternidade…

Apago o sol com a ponta dos dedos,
inverto o movimento de rotação da Terra
e anoiteço, nesta falta sentida
do teu corpo junto ao meu.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

8 respostas para Em uma manhã de domingo, a pensar em ti…

  1. Pingback: Título do site

  2. Tama! disse:

    Umas das coisas mais lindas que já li aqui, apesar que tudo o que você escreve já é lindo o bastante…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Lunna Guedes disse:

    Cada verso uma viagem e eu saltei no meu próprio abismo ao ‘rezar estações intermináveis’.
    Belissimo.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Mariana Gouveia disse:

    ai, meu Deus do céu! Muito lindo!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s