A noite mais escura…

passaros-20120116-69-original3

Desconheço a autoria da Imagem.

eu não sabia
ou talvez já o tivesse esquecido
como podem ser mortíferas as cinzas
das palavras que um dia tiveram asas…

[Alice Vieira]

     Era dia, quando ele chegou. Trazia nas mãos um par de livros e, nos olhos, alguns poemas de amor, que nunca haviam sido escritos. Ele chegou e era dia, um dia qualquer, de um mês que não se sabe, mas o ar carregava o cheiro da chuva e o perfume de todas as rosas que se abrem para receber a luz, só por prazer.

     Ele chegou e era dia, mas ela nunca saberia dizer quem brilhava mais: o sol ou o seu sorriso. Ele chegou e era dia. Dia de entender o amor e seus desencontros. Era dia de compreender que o amor não sabe de limites, não se submete ao tempo certo das coisas, fala seu próprio idioma e ai de quem insiste em falar outra língua, que não a da loucura.

     Ele chegou e era dia, depois de ela ter a certeza de que só existia sombras. Ele trouxe o sol e fez com que ela brilhasse por dentro, aqueceu seu espírito faminto e acolheu suas asas já esquecidas. Ele deu a ela uma nova chance de voar, mas ela se assustou com tamanha liberdade. Ele chegou para dar a ela toda felicidade que ela julgava não existir.

    Ela teve medo de não merecer tudo aquilo e, então, numa tarde fria, ele foi embora. Ela se entristeceu e apagou todos os sonhos dos olhos de infinito. Chorou rios que ninguém viu. Morreu, cada vez que viu o sol nascer de novo, na linha invisível do horizonte que separava, agora, o passado do presente. O futuro não existiria mais.

     Abismos foram se espalhando, aqui e ali, até que ela perdeu a chance de ver qualquer luz, mesmo que artificial. Só lhe sobrou a escuridão do medo e a dor da ausência. Ela perdeu o sorriso, seu jeito com as palavras e a docilidade do olhar. Ela se tornou, de novo, a noite mais escura. Ele, continuou sendo o dia mais bonito que já existiu.

Anúncios
Esse post foi publicado em Prosa e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para A noite mais escura…

  1. Bonito e triste!
    Será que ela quer se tornar a luz do dia para iluminar outros que se escondem na escuridão.
    Torço para que volte a brilhar!
    Parabéns pelo texto! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  2. Todos são “o dia mais bonito que já existiu” enquanto abrigados nos corações que tocaram.

    Muito bonito, Tríccia. Bom domingo.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Mariana Gouveia disse:

    Nenhum abismo me cabe… nessa hora, eu voo…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s