Noell Oszvald2

Noell Oszvald

Tu és a carne
de toda palavra que escrevo.

[Marcelo Roque]

Tape os olhos
o mais forte que puder
porque te gritarei um verso
:
Eu te adoro!

Só você não se deu conta
de que o pensamento
também é carne que se sente,
que se toca e se morde, atiça.

Às vezes eu me equivoco,
mas nunca deixo de evocar
o pensamento em ti. E eu te sinto,
aqui, lá, onde quer que você esteja ou não.

Então, deixa eu te contar…
A fenomenologia da saudade
é o seu nome escrito nas entrelinhas
de um poema tolo. Feito este, agora.

.

Anúncios

Sobre Tríccia Araújo

Talvez o mais importante a saber sobre mim é que sou movida à arte. Tudo o que envolve o humano, na sua condição mais criativa, me cativa. Para além disso, vivo como quem nasceu para observar as miudezas das coisas. O invisível me comove e, depois, me seduz. Tenho uma paixão infinita pelos pássaros. Creio que habito as árvores, cada vez que fico em silêncio. Tenho mania de eternidades...
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

13 respostas para

  1. ludoevico disse:

    Muito bom! Gostei da sonoridade de equívoco e evocar e da ideia da poesia de materializar palavras pensadas e escritas.🌻🌻🌻

    Curtido por 1 pessoa

  2. Republicou isso em bemsabemos, o Blog da Annae comentado:
    Nas entrelinhas…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Mariana Gouveia disse:

    então deixa eu te contar: é lindo muito muito!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s