DarkAngelØne1

Dark Angel One

Morro cheia de assombro
por não sentir em mim
nem princípio nem fim.

[Cecília Meireles]

Os olhos se perdem à procura de caminhos
que trazem a tua chegada. O corpo fala.
Pede os contornos dos teus lábios,
o espaço vazio entre as tuas mãos.

A brisa do norte
espalha o teu cheiro no ar, feito canção.
A noite cai, enquanto visto a tua pele,
ainda quente, na lembrança fria
desses dias infinitos de tua ausência.

Sem a umidade do teu corpo,
padeço de todos os males.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para

  1. Além do poema, gostei da foto!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mariana Gouveia disse:

    tudo lindo! Demais!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s