Tu:

Scott Goetz

Scott Goetz

O único presente verdadeiro é teres partido.

[Adolfo Casais Monteiro]

Tu, que inventaste este mar 
que naufraga o verde dos meus olhos…
Tu, que me abraças no desconforto, 
entre uma sílaba e outra, da palavra ‘solidão’…
Tu, que deixaste as digitais 
mapeando o meu corpo
na penumbra do nunca mais…
Tu, que foste toda a ternura de um raio
a fulminar na boca um beijo de adeus.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para Tu:

  1. Mariana Gouveia disse:

    Tu toda a ternura!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Que lindo! Não consigo imaginar nada mais obscuro que a “penumbra do nunca mais”…

    Triccia, já disse outras vezes o quanto tenho apreciado tua escrita. Hoje vou te dizer o porquê. Tua poesia me faz sentir…

    Grande abraço, Fernanda.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi, Fernanda… 🙂

      Você não sabe como eu fico feliz, quando leio comentários assim, como os teus. Saber que o que escrevo faz com que o outro sinta… é muito mais do que eu sonhei alcançar com a minha humilde escrita.

      Obrigada por compartilhar comigo suas sensações e sentimentos. Com certeza, isso me motiva a continuar. ❤

      Abraço

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s