carro1

Desconheço a autoria da Imagem.

Dou-te, como desde sempre, o poder
de escreveres na pele da minha mão
as promessas que te fiz.

[Daniel Faria]

Sou entrega.
Tu, multidão de um homem só
que me habita e me recebe
de braços abertos.

Todos os rostos
que busquei um dia
e um único sorriso,
céu aberto, secreto, meu.

Toda amplidão do pensamento
e o silêncio esparso do tempo.
Teu corpo, toda sinestesia do sentir.
Substância que faltava ao meu ser.
Ilha de sonhos.

Tu, mar aberto,
tempestade iminente.
Eu, infinitamente tua.
Tu, amor infinito meu.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para

  1. dskhaos disse:

    Bela poesia ❤️

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mariana Gouveia disse:

    Uau!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s