vagalumes

Desconheço a autoria da Imagem.

A noite diante de nós é imensa
e avança sem deter-se.
Estamos juntos, meu amor,
sentados nos lírios, sorrimos!

[Sândrio Cândido]

Vaga-lumes são poesias
que recitam luz.
Depois de mergulhar
nas sombras do esquecimento,
qualquer faísca é sol. Era um sonho?

Pescou palavras
atoladas em metáforas até o joelho.
Sorriu do absurdo que é sonhar.
Agarrou o verso pela cintura
e esqueceu da luminescência de tudo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

10 respostas para

  1. Chronosfer disse:

    “Nas sombras do esquecimento qualquer faísca é sol.” Que verso maravilhoso e definitivo! Abraços.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Gabriella Macedo disse:

    Poema leve que nos leva pelos versos! Lindo

    Curtido por 1 pessoa

  3. Tiel Fajardo disse:

    Parabéns! Take care.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Mariana Gouveia disse:

    Nessa minha última viagem de férias eu vi seu poema de pertinho.Quase toquei com as mãos.
    Ah! De uma lindeza!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s