20108289_1704837436195997_5589990967319544848_n

Desconheço a autoria da Imagem.

Antes de te conhecer, existias nas árvores
e nos montes e nas nuvens que olhava ao fim da tarde.
Muito longe de mim, dentro de mim, eras tu a claridade.

[José Luís Peixoto]

 

Preciso que se desestabilize
toda essa estrutura do impossível.
A tua voz inventou um mapa perdido
para os meus caminhos.
É como o canto dos pássaros,
sem endereço nem destino.

Mas o teu perfume sobrevive
na memória do vento.
Persigo o reflexo dos teus olhos
– pigmentos de uma dura sina –
pelo espelho do que vivemos.
Somos uma mesma imagem.

Trago comigo teus beijos
de sondar precipícios e teus poros
para herdarem a minha solidão.
Atravesso toda a nossa história
para pôr, no fim,
reticências em cada palavra…

Anúncios

Sobre Tríccia Araújo

Talvez o mais importante a saber sobre mim é que sou movida à arte. Tudo o que envolve o humano, na sua condição mais criativa, me cativa. Para além disso, vivo como quem nasceu para observar as miudezas das coisas. O invisível me comove e, depois, me seduz. Tenho uma paixão infinita pelos pássaros. Creio que habito as árvores, cada vez que fico em silêncio. Tenho mania de eternidades...
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para

  1. Alan Martins disse:

    Linda poesia. Gostei bastante.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mariana Gouveia disse:

    eu aqui, peco e rezo!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s