Mira Nedyalkova

Mira Nedyalkova

Só quem ama corre o risco de perder.
Os outros correm apenas o risco de continuar perdidos.

[Pedro Chagas Freitas]

Acostumei-me a embriagar as borboletas
que habitam o estômago,
todas as vezes que ouço o teu nome
acordando os átomos do meu corpo.

Nenhuma religião
esclarece a vida de um lírio.
Nenhuma ciência
explica a tessitura de um grito.
Nenhum poeta
consegue fugir de um poema,
depois de ter amado tanto.

Anúncios

Sobre Tríccia Araújo

Talvez o mais importante a saber sobre mim é que sou movida à arte. Tudo o que envolve o humano, na sua condição mais criativa, me cativa. Para além disso, vivo como quem nasceu para observar as miudezas das coisas. O invisível me comove e, depois, me seduz. Tenho uma paixão infinita pelos pássaros. Creio que habito as árvores, cada vez que fico em silêncio. Tenho mania de eternidades...
Esse post foi publicado em Poesia e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para

  1. Tiel Fajardo disse:

    Hm… “[…]a tessitura de um grito” Me fez pensar…

    Curtido por 1 pessoa

  2. Lunna Guedes disse:

    ah, minha cara.. qualquer hora terei que parar um punhado de horas por aqui para ler-te em linha reta e não aos poucos. ai ai ai

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s