Arquivo do autor:Tríccia Araújo

Sobre Tríccia Araújo

Talvez o mais importante a saber sobre mim é que sou movida à arte. Tudo o que envolve o humano, na sua condição mais criativa, me cativa. Para além disso, vivo como quem nasceu para observar as miudezas das coisas. O invisível me comove e, depois, me seduz. Tenho uma paixão infinita pelos pássaros. Creio que habito as árvores, cada vez que fico em silêncio. Tenho mania de eternidades...

Reflexo…

Só por dentro de ti rebentam flores. Só por dentro de ti a noite escuta o que sem voz me sai do coração. [David Mourão-Ferreira] Agradeço a sua ausência porque foi por meio dela que atingi o meu equilíbrio: um … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 2 Comentários

Eu: pronome confesso

Eu sou a que mergulha as mãos na tua vida para sentir a minha voltar. [Pedro Paixão] Viver é um verbo defectivo: quase não conjugo suas delícias e as dores, vão se substanciando aqui, ali… num sempre perfeito. Eu acho … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 2 Comentários

Nem asas, nem estrelas, nem flores sem chão – mas o desejo de ser a noite que me guia e baixinho ao bafo da tua respiração contar-te todas as minhas covardias. [José Gomes Ferreira] Ele me carrega no pensamento como … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | Deixe um comentário

na boca nem eu sei se me nasce o coração ou é a lua [Eugénio de Andrade]   Só minha boca quando encontra a tua [em sonho, tanto, milagre, orgia de línguas e fantasias] sabe que o eterno se comunga … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 2 Comentários

Quando ele sorri…

Há o perigo de um grito lindíssimo quando andas assim comigo no invisível Quando a manhã vier sairás comigo para o espaço que nos falta para o amor que nos falta… [Mário Cesariny] Quando ele sorri,  o Universo se comove … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | Deixe um comentário

E eu canto…

Eu lembro-me de todos os dias em que vivemos e morremos para nos acharmos… [Charles Burck] E o que mais eu poderia querer, além dos teus olhos me devolvendo à mais perfeita escuridão? Sei que a tua felicidade reside em … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 10 Comentários

Só o amor capacita as feridas à cura…

Imagem | Publicado em | Marcado com | 2 Comentários