Arquivo da tag: Prosa

Espinhos…

Quando à noite desfolho e trinco as rosas É como se prendesse entre os meus dentes Todo o luar das noites transparentes, Todo o fulgor das tardes luminosas [Sophia de Mello Breyner Andresen]       Não nasci com espinhos, … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 4 Comentários

Ausência…

Talvez chegaste quando eu te sonhava. Então de súbito acendeu-se a chama! Era a brasa dormida que acordava… [Mario Quintana]      Tenho tentado me definir e me aceitar em torno disto: a tua falta. Mas a verdade mais simples, … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 2 Comentários

Dois abismos…

{O mau de sentir intensamente, como eu sinto, é que qualquer ato simples, como recordar-te, me causa  dor, me faz querer chorar. Somos dois abismos, fadados a mirar o mais alto céu e desejar o salto, o voo, o absurdo … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 4 Comentários

.

Deve haver algo que sustente em nós a palavra, quando em queda habitamos o vazio [Sândrio Cândido]      Choro, incansavelmente. Um fio invisível de desespero me liga à essas lágrimas. Choro e não é um choro de ficção ou … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 9 Comentários

Quando olho nos teus olhos…

Há qualquer coisa no teu corpo que não me deixa partir, qualquer coisa de insensato, de indecente, qualquer coisa que me faz ir e tornar sempre de novo Há qualquer coisa no teu corpo. [Alexandra Malheiro]        Porque … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 4 Comentários

Guarda-me adormecida para sempre no teu peito ou deixa-me voar uma vez mais sobre esta terra de ninguém onde morro por qualquer coisa que me fale de ti. [Alice Vieira]      Eu não sei do que gosto mais em … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 2 Comentários

Ínfimo…

  {É no despertar dos olhos que a singularidade se apresenta ora calma, ora violenta, mas, sempre, com uma suprema magia.} ***      Fico de longe me observando pensar na fragilidade da vida. Coisas se chocam o tempo todo, … Continuar lendo

Publicado em Prosa | Marcado com | 8 Comentários